Você sabe dançar?

Olá, tudo bem?
Eu sou Carlos Peruzzo.

Muitas pessoas falam comigo que gostariam de saber Dançar, que esse é um sonho não realizado e que gostariam de poder realizar.

Para muitas pessoas, aprender a dançar é uma meta pendente nas suas vidas.

E não importa a idade: podem ser pessoas jovens ou mais velhas, de todas as idades, que sentem falta de saber dançar e ter essa opção para deixar suas vidas mais leves, poder aproveitar e se divertir nas festas e eventos sociais, onde tem momentos de dança.

A dança é uma atividade que faz parte de todos os eventos importantes da vida das pessoas, aniversários, casamentos, formaturas, confraternizações.

Na verdade, dançar faz parte da natureza humana essencial, o ser humano precisa dançar, nos sentimos mais felizes quando dançamos.

Desde tempos imemoriais o ser humano tem sempre dançado. Desde as danças guerreiras até as religiosas, danças individuais ou em grupo, até as atuais danças de salão, em duplas, que são uma forma de interação entre pessoas, de aproximação social ou conexão entre as pessoas.

Porém, na nossa sociedade atual, uma grande quantidade de pessoas sofre com o fato de não saber dançar. Diversos fatores, como a timidez, a vergonha e preconceitos vários, contribuem nessa dificuldade.

No nosso Centro de Dança, permanentemente recebemos pessoas que nos dizem que não levam jeito para dançar, que se acham pernas de pau, pé de chumbo, que não tem ritmo, coordenação motora, etc.

Muitas delas não acreditam, de verdade, que sejam capazes de aprender a dançar.

As vezes, o sofrimento pessoal por trás dessa sensação de dificuldade para dançar, leva a muitos a dizer: “eu não gosto de dançar”, “isso não é para mim”.

Será que não gostam mesmo? Ou será que, por causa da sua dificuldade, timidez, vergonha, preconceito, é preferível dizer que não gostam, sem pensar o quanto dançar poderia ser bom e prazeroso para eles?

E você? Você sabe dançar ou sente que dançar é muito difícil?

Você consegue dançar com tranquilidade e naturalidade, curtindo, ou a dança é algo que provoca estresse e ansiedade em você?

Você se considera um dançarino bom, razoável ou ruim?

Quais são seus sonhos em relação à dança?

Eu gostaria muito de saber o que você pensa a respeito, como se sente em relação com a dança.

Se você pudesse conversar comigo pessoalmente, se pudéssemos nos juntar a tomar um café, qual seria a pergunta mais importante sobre dança que você gostaria de me fazer?

Eu gostaria muito de saber a sua pergunta, para poder ajudar você ou outras pessoas que tenham a mesma dificuldade.

Escreva para contato@carlosperuzzo.com.br ou deixe seu comentário abaixo.

Um grande abraço,

Carlos Peruzzo

Mais de 20 anos divulgando e popularizando o Tango e a Dança a Dois em Santa Catarina

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>