Método CP: Facilitando o Aprendizado

“Dançar é difícil”
“Eu sou muito duro”
“Não tenho coordenação”
“Não tenho ritmo”
“Não levo jeito para a dança”
“O Tango é muito difícil!!”
“Não consigo lembrar das figuras…”
“Na hora da dança, não consigo lembrar das sequências que aprendi e ligar umas com as outras”
“Se penso na sequência de passos, não consigo me ligar com a música”
“Adoraria aprender a dançar Tango, mas acho que é difícil demais para mim (quem sabe numa próxima encarnação…)”

Já ouvi estas frases milhares de vezes…

Muitas pessoas têm o sonho de aprender a dançar Tango. Porém, encontram muitas dificuldades na hora de realizar esse sonho. As vezes, porque certas travas internas ou crenças limitantes fazem elas acharem que não tem as condições para dançar. Outras vezes, porque quando alguma vez experimentaram fazer aula, encontraram uma grande dificuldade de aprender o ensinado e proposto na aula.

Deixa eu falar uma coisa muito importante para você: como qualquer aprendizado na vida, o Método utilizado para ensinar é fundamental.

Pensando nas dificuldades mais comuns das pessoas que gostariam de saber dançar Tango, mas também dos alunos que fazem aulas e estão tentando aprender, comecei a refletir sobre os métodos usados para ensinar, as didáticas que eu tenho conhecido e experimentado. Dessa forma, comecei a perceber e realizar questionamentos ao método tradicional de ensino do Tango (que é utilizado pela maioria dos professores de tango no mundo e que eu mesmo usei muitas vezes) e fui criando e desenvolvendo um método próprio, procurando simplificar e facilitar o aprendizado, ao mesmo tempo que buscando e respeitando a essência, os fundamentos do Tango.

Eu cheguei nessa conclusão: Como não achar difícil aprender esta dança, o Tango, quando o seu mais famoso “passo básico”, a primeira figura mais conhecida do método tradicional, é uma sequência de 8 passos, nada simples, com vários conceitos complexos, onde  a dama e o cavalheiro efetuam movimentos diferentes entre si, como por exemplo o cruze da dama?

Veja uma figura que encontrei com o famoso “Passo Básico” do método tradicional e me diga se parece fácil:

Passo "Básico"??

Parece difícil até para um milongueiro experiente!

Realmente, com essa proposta inicial, com esse método didático, fica bastante complicado começar a aprender para muitas e muitas pessoas que têm o sonho de aprender a dançar Tango, que são encantadas com a música e com o charme e a elegância desta dança, mas que, depois de fazerem algumas aulas acabam desistindo, por acharem, justificadamente, que as figuras e sequências são bastante difíceis de aprender, de executar e principalmente de lembrar.

Pior ainda: após toda essa dificuldade inicial para aprender o tal passo básico, se você observar uma pista onde estejam dançando Tango, quase seguramente não verá nenhum casal que realize este Passo Básico de 8 tempos. Por que? Porque é uma sequência criada apenas com “fins didáticos” ou seja, apenas para a aula, mas que na hora da dança não é usada!, pois fica até difícil executa-la efetivamente na pista de dança e de poder “sentir” a música através dela!

Outra característica comum do Método Tradicional é o uso de “figuras” ou “sequências” mais ou menos longas e complexas de ensinar e de aprender, que aumentam ainda mais as dificuldades do aprendizado, pelas mesmas razões mencionadas anteriormente para o “Passo Básico de 8 tempos”.

A partir de todas as reflexões anteriores, assim como da observação direta da forma de dançar dos tangueiros e milongueros tradicionais, nos bailes reais de Tango (as Milongas), cheguei à conclusão que eu precisava criar uma nova forma para o ensino e o aprendizado do Tango. Necessitava, então, mudar para outro método que fosse mais simples de aprender, mais natural para dançar e que permitisse ao aluno improvisar desde o primeiro momento, sem ficar preso a regras e sequências memorizadas.

O improviso é uma característica absolutamente imprescindível no Tango, pela constante variação da sua música, da sua melodia, pela conexão única e singular de cada dançarino com cada música e com cada parceira/o e também pela necessidade de deslocamento constante no salão.

Para o dançarino conseguir improvisar deve contar, não com um repertório de “sequências” aprendidas, senão com um repertório de fundamentos, de movimentos simples, de estruturas básicas, fáceis de aprender, possíveis de serem realizadas em pouco espaço, fácilmente ligáveis entre si, adaptáveis a dinâmicas ou velocidades diferentes, de acordo com a música.

Além disso, o meu Método deveria estar embassado, respeitar e cultivar a verdadeira essência do Tango social, seus fundamentos, a cadência, a postura e o abraço, a caminhada e os pivôs, para poder incorporar posteriormente, como complemento, elementos mais complexos (movimentos mais próprios para o Tango de espetáculo, ou do Tango moderno, mal chamado “Tango Novo”).

E assim surgiu este Método Próprio, que eu denomino Método CP, que facilita o aprendizado e que já está demonstrando, na prática, ser muito mais eficaz e eficiente que o método que eu usava anteriormente. O Método está permitindo, a todos os interessados, aprender a dançar Tango de maneira fácil e natural, progressiva, começando pelo simples, sem ficar preso a passos memorizados, permitindo a cada pessoa criar seu próprio estilo e maneira de dançar, desde a primeira aula.

Estou comprovando, com grande satisfação, que todos os meus novos alunos conseguem dançar o Tango de uma maneira natural e mais pessoal, incorporando a essência do Tango, cada pessoa sentindo a dança de maneira única e diferente das outras, como deve ser. Isto está sendo uma motivação permanente para continuar desenvolvendo e aplicando cada vez mais o meu Método de ensino.

Com o meu Método, acredite:

Você não precisa desistir do seu sonho de saber dançar!
Você pode aprender a dançar Tango perfeitamente!
Mesmo que não acredite que isso seja possível para você!
Com o Método CP, o Tango é mais fácil de aprender do que você pensa!
Eu acredito que o Tango é uma dança para todos, o Tango é também para você!!

Um forte abraço,

Carlos Peruzzo

20 anos divulgando e popularizando o Tango em Santa Catarina


PS. Deixe seu comentário abaixo, a sua opinião é muito importante para nós!

Curta a nossa Página no Facebook:

https://www.facebook.com/CarlosPeruzzoCD

e fique por dentro das novidades!

9 Responses to Método CP: Facilitando o Aprendizado

  1. Valtair Vasconcelos says:

    Prezado Professor…

    Em muitos anos de estudos e praticas, estamos aqui no RS, adotando este método (permita citar o termo)…a partir de estudos com Professores de Buenos Aires, considerados da nova safra de maestros, que nos motivam a utilizar estas ferramentas para as ligações, sem a preocupação de passos contados…

    Mas acredite, não é fácil fazer os alunos entenderem que na dança de salão ( e não sómente no tango) a improvisação nasce da segurança e do conhecimento que os alunos adquirem com o passar do tempo, na sala de aula…

    É prazeiroso ver o rendimento e a notável sensibilidade que os alunos adquirem ao conhecer esta sistemática que envolve equilibrio, exercicios de transferencias de peso e noções de deslocamentos na sala de dança ou num baile de salão…

    Desejamos todo sucesso e muita dança na sua trajetória…

    abraçosssss

    Valtair Vasconcelos
    Escola de Danças de Salão

    Santa Maria RS

  2. Excelente método! Empezaré a practicarlo acompañada por uno de mis nietos. Un abrazo , desde Texas, U.S.A.

    María Julia de la Fuente – Schmidt

  3. INEZ MARIA DE SOUZA says:

    BOA NOITE A TODOS!!!! ACHO LINDO VER DANÇAR TANGO, SERA QUE UM DIA EU APRENDO? PENA QUE EU SOU DE CURITIBA-PR, OBRIGADA ASSIM MESMO, VALEU!!!

    • carlosperuzzo says:

      Obrigado pelo seu comentário, Inez!
      Com certeza você pode aprender a dançar Tango!
      O Tango é uma dança social que todas as pessoas podem aprender e praticar!
      Quando vir a Florianópolis não deixe de entrar em contato para fazer uma aula experimental!
      Um abraço!

  4. RosauraBatista says:

    Amei, meu sonho de infância , dançar tango, quem sabe um dia eu consiga, hehehhe amei de verdade , obrigada pelo vídeo, muito lindo mesmo, felicidades com as cores do arco iris para sua felicidade diária.

    • carlosperuzzo says:

      Obrigado, Rosaura, muitas pessoas estão realizando seu sonho de aprender a dançar tango! O meu sonho, é ensinar a todas as pessoas a dançar tango, pois sei o quanto isso é importante e perfeitamente possível! Como muitas pessoas não podem participar das minhas aulas presenciais, em breve irei montar um curso de tango com o apoio de videos, com o meu método. Deixe o cadastro do seu email no site, para receber sempre as novidades!
      E muito obrigado pelo seu comentário! Suas opiniões são muito importantes para nós!

  5. Raimundo Teodoro de Souza Belém do Pará says:

    Querido Carlos como apaixonado por Tango como você lhe parabenizo pela sua preocupação em desenvolver métodos para fácil aprendizado das pessoas gostaria de conseguir vídeo desse método ;aceite um forte abraço desse novo amigo

Deixe uma resposta para Raimundo Teodoro de Souza Belém do Pará Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>